Defender os
Direitos Humanos
e sermos
Mais Humanos

Nossas pessoas

  • Igualdade de gênero: de 35% mulheres alta liderança e no conselho para 50% até 2023
  • Pagamentos equitativos: reduzindo diferença de gênero até 2023
  • Trabalhar para 30% de grupos sub-representados (raciais ou étnicos, diversidade sexual e identidade de gênero (LGBTI), pessoas em posição de vulnerabilidade socioeconômica, com deficiência física ou mental)
  • Salário Digno (living wage), ou acima dele para todos, até 2023

Nossa rede mais ampla

  • Mensurar ganhos das consultoras/revendedoras e das comunidades fornecedoras (em renda, educação, saúde e inclusão digital)
  • Ampliar os investimentos em nossas principais causas em 20% para US$ 600 milhões (especialmente nas comunidades fornecedoras, na conscientização quanto ao câncer de mama e à violência doméstica e na educação)
  • Promover nosso modelo confiável para o futuro das vendas diretas

Intolerância à violação dos Direitos humanos na nossa cadeia de suprimentos

  • Certificação e/ou rastreabilidade integral nas cadeias de suprimento críticas até 2025:

Óleo de Palma (RSPO) , Mica (RMI) , Papel (FSC), Álcool Orgânico, Soja (NGMO + Mesa redonda) e Algodão Orgânico.

  • Adotar Política de direitos humanos robusta, de acordo com os Princípios Orientadores da ONU, até 2023

Enfrentar a
Crise Climática
e proteger a
Amazônia

saiba mais

Abraçar a
Circularidade
e a
Regeneração

saiba mais