Nós existimos para lutar por
um mundo mais justo e mais bonito

Fundada pela Dame Anita Roddick no Reino Unido, em 1976, o propósito da The Body Shop é fundamentado nos princípios que preza. A marca vê grande poder e oportunidade na utilização do comércio para fazer mudanças no mundo, tanto em suas campanhas quanto em seu modelo de negócios.

Desde que Anita Roddick abriu a The Body Shop, a empresa tem defendido a igualdade. O feminismo está em seu DNA e a marca acredita firmemente que a igualdade beneficia a todos. A The Body Shop se compromete ainda a defender e promover o amor próprio e a aceitação do corpo por meio de suas campanhas, seus produtos e suas comunicações. A The Body Shop também se compromete a ajudar as mulheres a alcançarem independência financeira por meio de suas parcerias de Comércio Justo com as Comunidades. Suas campanhas - no passado e no presente - incluem a promoção da autoestima das mulheres, a eliminação de ciclos de pobreza e da violência doméstica e o tráfico sexual.

The Body Shop lançou seu programa “Trade Not Aid” em 1987 para promover o impacto positivo por meio do comércio, e hoje trabalha com 18 fornecedores em 14 países para obter ingredientes naturais em seu Programa de Comércio Justo com as Comunidades. Em 2019, lançou sua iniciativa pioneira de plásticos reciclados em parceria com catadores comunitários na Índia. O programa gera renda e estabilidade para trabalhadores marginalizados ao mesmo tempo que ajuda o planeta ao incorporar plástico reciclado em parte de suas embalagens de produtos.

Tendo militado contra testes em animais para fins cosméticos desde 1989, The Body Shop tem certificação Leaping Bunny da Cruelty Free International, que atesta aos consumidores que nenhum produto ou ingrediente utilizado pela empresa ou por seus fornecedores foi testado em animais em qualquer etapa de desenvolvimento. Em 2018, The Body Shop entregou à sede das Nações Unidas, em Nova York, uma petição com 8,3 milhões de assinaturas do mundo inteiro demandando a eliminação de testes em animais para fins cosméticos. A empresa mantém essa campanha.

The Body Shop obteve certificação B Corp em 2019, que reconhece que seu negócio alcança os padrões mais altos de desempenho social e ambiental, equilibrando lucratividade com propósito.

Dame Anita Roddick
Fundadora, The Body Shop

Anita Roddick foi uma empresária e ativista ambiental e de direitos humanos pioneira ao inaugurar um modelo de negócios de varejo projetado para criar impacto positivo nos indivíduos e nas comunidades. Roddick usou a conexão humana como ferramenta para inspirar a aprendizagem e o sucesso. Ela definia a beleza como fonte de felicidade e energia, bem como uma ferramenta poderosa para construir autoestima. Considerada por muitos uma pioneira de consumo ético, Anita abriu sua primeira loja em Brighton, no Reino Unido, em 1976.

Blend corporal

Nossas novas Bath Blends são feitas a partir de frutas que seriam descartadas pela indústria alimentícia: bananas e peras com formatos considerados “feios” e fora do padrão juntamente com óleo de semente de morango e manga, descartadas pela indústria de sucos. Sem contar que as embalagens dos produtos são compostas por 50% de plástico reciclado pós-consumo para minimizar o impacto ambiental.

Cuidados para cabelo

Nosso produto ícone, o Shampoo de Gengibre, junto aos produtos da linha de cuidados para o cabelo, são feitos com embalagens que utilizam 100% de plástico reciclado pós-consumo, incluindo plástico do programa Comércio Justo com Comunidades coletado nas ruas de Bengaluru, na Índia. Buscamos uma utilidade para o plástico já existente de forma a incorporá-lo em nossas embalagens. Nossa parceria com o Plásticos pela Mudança está enfrentando a crise mundial do plástico de forma diferente ao abordar, ao mesmo tempo, as questões ambientais e humanas, oferecendo aos catadores de descartáveis um preço justo e melhores condições de trabalho.

Máscara purificante e iluminadora de carvão do Himalaia

Nosso campeão de vendas é armazenado dentro de uma embalagem com 70% de vidro reciclado pós-consumo da indústria de vinho para fomentar a sustentabilidade e a economia circular. É feito com carvão de bambu do Himalaia e óleo tea tree cultivado por nossos parceiros do Comércio Justo com Comunidades, o grupo de agricultores Kutoka Ardhini, no Quênia.